Percentual de famílias cuiabanas com dívidas volta a crescer

Data: 25/07/2019 Percentual de famílias cuiabanas com dívidas volta a crescer

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio-MT) filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) que realiza sistematicamente a pesquisa sobre endividamento das famílias em Cuiabá, e também publica mensalmente a Pesquisa de
Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), tem como objetivo revelar não apenas o aspecto econômico da sociedade, mas também traz uma contribuição para estudos relacionados ao comportamento social, pois o desequilíbrio do orçamento das famílias gera diversas consequências para o meio em que elas vivem.

Segundo o consultor econômico-tributário da Fecomércio-MT, Múcio Ribas, além das consequências econômicas em termos pessoais e familiares, e dos graves problemas psicológicos e sociais que lhe estão associados, há um impacto direto do endividamento sobre o setor real da economia, que como resultado reduzirá o consumo, entre outros pontos negativos.

“Em uma sociedade livre é natural um endividamento saudável, ou seja, aquele que a pessoa, numa programação financeira tenha condições de honrar os compromissos assumidos, e lógico que percalços acontecem e sem aviso prévio, daí a necessidade de um cuidado especial no orçamento doméstico”, ressalta Múcio.

Na análise do consultor, em Cuiabá, o endividamento das famílias voltou a subir em fevereiro/2019 (58,5%), depois de queda significativa em janeiro/2019 (57,8%). Embora ainda menor que fevereiro/2018 (61,2%) quando a crise era mais acentuada.

A pesquisa também mostra que o número de famílias cuiabanas que declararam não terem condições de pagar suas contas, caiu de 38.583 em janeiro/2019 para 34.921 em fevereiro/2019, inclusive diferente de uma tendência nacional que foi de aumento, revelando aí uma cautela dos consumidores.

O cartão de crédito continua sendo o principal tipo de dívida revelado pelos pesquisados, seguido pelos carnês e em terceiro lugar os créditos consignados.
As expectativas de crescimento da atividade econômica ainda são aguardadas com maior vigor, para se consolidar como permanente e reverter o grande prejuízo dos anos anteriores.

PARA DOWNLOAD
Peic-CNC, do mês de fevereiro de 2019, em Cuiabá-MT | Download
Peic-CNC, do mês de fevereiro de 2018, em Cuiabá-MT | Download