Pesquisa da CNC e IPF-MT de fevereiro mostra segundo recuo consecutivo da confiança do comerciante em Cuiabá

Data: 26/02/2021 Pesquisa da CNC e IPF-MT de fevereiro mostra segundo recuo consecutivo da confiança do comerciante em Cuiabá

Com uma variação mensal de -0,2%, a Pesquisa que acompanha o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) em Cuiabá atingiu 122,6 pontos em fevereiro, contra 122,8 pontos do mês anterior. Os dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em parceria com o Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF-MT), revelam, ainda, uma retração de 7,2% na comparação com fevereiro passado (132,1 pontos).

Apesar de os indicadores que monitoram as condições atuais e a expectativas futuras apresentarem alta no mês de 1,4% e de 0,5%, respectivamente, o componente de investimento do empresário do comércio apresentou variação negativa de 2,4%, puxando para baixo o índice da pesquisa. 

Para o presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, ainda que os indicadores estejam em nível considerado de otimismo pela CNC (acima de 100 pontos), as variações negativas refletem o período de incerteza enfrentado atualmente. “Com o aumento dos números de caso do novo coronavírus, retorno das políticas de restrição e as perdas para o comércio e turismo neste início de ano”, disse.

De acordo com o IPF-MT, os indiciadores demonstram um cenário de cautela e incerteza enfrentado pelo comércio pelo fim do auxílio emergencial e a queda no movimento comercial. Wenceslau Júnior explica que, “no longo prazo, há expectativas positivas com a ampliação da vacinação e, consequentemente, recuperação da economia”.

Os dados do Icec em fevereiro, levando em consideração o porte da empresa, apresentaram alta no mês de 19,6% para as que possuem mais de 50 funcionários, enquanto para as que tem menos que isso houve redução de 0,6%.